"Eu considero Guaraqueçaba um pequeno mundo dentro do mundo"
- Padre Mário Di Maria - (12/07/1974 - entrevista ao Jornal Diário do Paraná)

13 de junho de 2009

COLÉGIO MARCÍLIO DIAS - a estrutura está assustando

por Zé Muniz & Hogo Peniche
antigo desfile cívico
acervo: Aluisi de Miranda
_____________________
foto: reprodução / direitos reservados
*
Marcílio Dias - Imperial Marinheiro, filho de Manuel Fagundes e de Dona Pulcena Dias, nasceu no Rio Grande do Sul, em 1838.
Ingressou na Marinha como Grumete aos 17 anos de idade, tendo sentado praça no Corpo de Imperiais Marinheiros em 5 de agosto de 1855.
Transformou-se em herói na Batalha Naval do Riachuelo, entre brasileiros e paraguaios, travada nas águas do Rio Paraná (próximo de Corrientes / Argentina) onde seu corpo foi lançado, após morrer por ferimentos na batalha, no dia 12 de junho de 1865.
___________________
antigo prédio
foto: Zé Muniz
*
O prédio onde hoje funciona o Colégio Estadual Marcílio Dias e a Escola Municipal Professor Antônio Barbosa Pinto, foi construído em 1949, por pedido do deputado Antônio dos Santos Filho, ao governador Moisés Lupion.
A escola foi inaugurada em 1952, quando o Sr. Ivo Leão, exercia o mandato de prefeito municipal. Existiam três turmas com 30 alunos.
O nome adotado foi Grupo Escolar 25 de Dezembro. Pelo Decreto número 28 de 9 de março de 1960, adotou-se o nome de Grupo Escolar Professor Antônio Barbosa Pinto. Decreto número 8 141 de 22 de dezembro de 1967, criou o Ginásio Estadual Marcílio Dias. Pela Resolução número 4 237/932 de 4 de agosto de 1993, ficou funcionando a Escola Municipal Antônio Barbosa Pinto e o Colégio Estadual Marcílio Dias.
O prédio passou por uma reforma e readequação no final do ano de 2006, quando os alunos receberam as instruções no espaço físico do Colégio Adventista, ainda durante todo o ano letivo de 2007.
No retorno ao antigo prédio, em 2008, receberam uma nova estrutura, a melhor, em nível estadual, do litoral paraneaense, no governo de Roberto Requião de Mello e Silva, com quadra coberta, novas salas, laboratório de ciências e informática, banheiros e acesso adequados a necessidades especiais.
porém, menso de um ano depois do retorno, os alunos estão assustados com a realidade nas novas salas do no colégio. ESTÃO RACHADAS, PAREDES E TETO COM RACHADURAS ENORMES E FEIAS - de botar medo.
-
foto: Hogo Peniche
foto: Hogo Peniche
foto: Hogo Peniche
foto: Hogo Peniche
foto: Hogo Peniche
foto: Hogo Peniche
foto: Hogo Peniche
foto: Hogo Peniche
*
"as mudanças e transformações na nossa sociedade apenas se farão no dia em que vós jovens tomarem frente de ações que considerem de vossos interesses e brigarem por isso. Se as rachaduras estão visíveis e assustanto, o caminho é esse - DENUNCIEM - se não estão sendo ouvidos é hora da denúncia tomar outros rumos - e isso o Informativo Nosso Pixirum fará com vocês".
---
segue a resposta de Marcelo Aquino -
Diretor de Operações Defesa Civil de Guaraqueçaba

"Estivemos algum tempo atrás no colégio Marcilio Dias, através de uma denúncia.
Fizemos uma vistoria no local e foi constatado que era a "junta de dilatação" (termo técnico), o que também foi a mesma constatação dos engenheiros da Secretaria de Estado da Educação que visitaram o local, no dia anterior.
Rachaduras em algumas situações são normais e recorrentes. Não adianta só rebocá-las e cobrir com tinta.
o que poderíamos sugerir ao Senhor Diretor do Colégio seria: Fazer uma "amarração", por exemplo, pedir a um pedreiro para decascar a parede em volta da rachadura, compre barras de 10mm de aço, com 1,50mts de comprimento e coloque essas barras perpendicularmente á rachadura a cada 70cm ou 1 mt paralelas da outra; Depois reboque por cima, deixe sem pintar por um tempo (1 mês e 1/2) para ver se as rachaduras voltam. Então passe a massa corrida e refaça a pintura, pois os motivos das rachaduras podem ser muitos, mas essa técnica geralmente elimina as rachaduras".
_______________________________________
a presente matéria foi impressa e entregue ao conheciemnto do legislativo municipal pela pessoa do Senhor Vereador Lino Ferreira.
-
referencial:
MUNIZ, José Carlos. Guaraqueçaba Um Pequeno Mundo Dentro do Mundo. Obra inédita, do autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR FAVOR, ANTES DE COMENTAR LEIA ABAIXO A LÓGICA SIMPLES PARA COMENTÁRIOS... Obrigado por nos visitar, ler, comentar e divulgar - seu novo desafio é se propor a postar - entre em contato...