"Eu considero Guaraqueçaba um pequeno mundo dentro do mundo"
- Padre Mário Di Maria - (12/07/1974 - entrevista ao Jornal Diário do Paraná)

18 de agosto de 2009

Prefeitos e vereadores de Guaraqueçaba (listagem)

por Zé Muniz
atendendo os pedidos de Gerson Rodrígues, frequentador assíduo deste blog, segue a listagem dos prefeitos e vereadores de Guaraqueçaba, ainda que com inúmeras falhas devido a falta de documentação suficiente e desinteresse por quem deveria preservar tais informações. Porém minha luta resultou em tais nomes e datas. Pediria ainda, caso o nobre leitor possa acrescentar informações sobre tal postagem que entre em contato comigo, por favor:
-
 Poder Executivo e Legislativo
Obs: as cópias dos documentos a seguir seguem conforme grafia e escrita da época.
Um ofício:
“Illmo. E Exmo. Snr. Accuzando o offício de Va. Exa. De 29 do mês findo, foi indefinidamente a falta de intemettida a actos não porque se não fizeram mas no fixar atritos como officio julgou-se que já estavão entrelaçados no meio; a que Va. Exa. Dará uma desculpa; esta junta remette apreciação de V.Exa. a lista geral, assim como uma outra com a inclusão de 272 votantes que farão assinar vossa conta de lista parcial e se refez a lista geral; a que tem vos ai apreciação de V.Exa para ter valor tino vos competente. Deos guarde a V. Ex.
Guarakessaba 10 de fevereiro de 1870. Illmo. E Exmo. Snr. Antônio Luis Afonso de Carvalho M.D Presidente da Província do Paraná Fausto Bento Vianna - Juiz de Paz-Presidente Antônio Manoel Batista Antônio do Silva Pereira Francisco Bastos Jozé Rodrigues Gomes.

Águia representando o prefeito na Prefeitura Velha.  
FONTE: Zé Muniz.
-
“Paço da Câmara Municipal da Villa de Guarakessaba em 25 de dezembro de 1880”. Ilmo. Exmo.Snr. Temos a honra de comunicar a V. Excia. Que hoje tomarão posse e prestarão juramento os abaixo assignados vereadores da Câmara Municipal da Villa de Guarakessaba, creada por Decreto de 11 de março do corrente anno, tendo o acto solennemente dirigido pela câmara municipal de Paranaguá. Representando o povo da nova villa, em nomme de nosso co-municipaes contamos com a protecção de V. Exma. Cujo zelo e tino administrativo são por demais conhecidos e estimados verdadeiro amor do bem público. Deus guarde V.Exa. Ilmo e Exmo. Doutor João José Pedrosa. M.Digno Presidente da Província do Paraná. Luis Ramos Figueira / Manoel Leandro da Costa / Antônio Manoel Batista / Manoel Pinto Cordeiro / Antônio Gomes Ferreira / Ildefonso Ferreira Silva / Manoel Basílio de Miranda.
-
Comitiva de Guaraqueçaba em visita ao Governo do Estado em 02/03/1957  
ACERVO: Centro de Visitantes – IBAMA
-
“Illmo. E Exmo. Sr”. Temos a honra de participar a V. Excia. Que nesta data foi nos dado a posse e conferido o juramento de vereadores da Câmara da Villa de Guarakessaba, eleitos para o quatriênio de 1887 a 1890. Paço da Câmara Municipal da Villa de Guarakessaba 7 de janeiro de 1887. Illmo.Doutor Joaquim d’Almeida Faria Sobrinho Presidente da Província do Paraná. Luis Ramos Figueira - Presidente Francisco de Paula Miranda / Francisco Gonçalves de Souza / Antônio Correia da Costa / Antônio da Silva Ferreira / José Antônio Rodrigues.
*
Prefeitos
    Muitas perguntas nos são feitas a respeito de prefeitos e vereadores, principalmente das primeiras gestões. Respostas que infelismente por falta de base para estudos/pesquisas somos obrigados a dar possíveis nomes acrescidos de outros que temos certeza. É uma pena, mas essas páginas históricas já estão perdidas, por isso nós repassamos datas e nomes contidos em alguns livros da Câmara e aproximamos com datas e nomes repassados oralmente por alguns.
        Eram cidadãos notáveis na época e por isso talvez tivesem ocupado algum cargo como prefeito ou interventores, pessoas como: Manoel de Paula Miranda, Coronel João Izidoro, Francisco “Chico” Gomes (como lembra Osório Costa (In Memoriam)), Inácio Barbosa Pinto, Francisco Ferreira Lopes, Cel. Manoel Evaristo de Miranda (relatado em jornal anterior a 1922), João Lisboa (como lembra Waldemar Harry Krueger “Seu Ari” (In Memoriam)). 
       O povoado de Guaraqueçaba foi elevado a município em 11/ 03/ 1880 e os representantes empossados em 25 de dezembro desse ano.

        Neste tempo foram prefeitos: 
1880 – 1882:
Prefeito Dr. Ramos Figueira e vice Coronel Manoel Leandro da Costa.
Vereadores: Luis Ramos Figueira, Manoel Leandro da Costa, Antônio Manoel Batista, Manoel Pinto Cordeiro, Antônio Gomes Ferreira, Ildefonso Ferreira Silva, Manoel Basílio de Miranda.
Manoel Leandro da Costa
acervo: Dorines de Carvalho
*
1887 – 1890:
Vereadores: Luis Ramos Figueira, Francisco de Paula Miranda, Francisco Gonçalves de Souza, Antônio Correia da Costa, Antônio da Silva Ferreira, José Antônio Rodrigues.
1912 – 1915:
Vereadores: Antônio Lisboa de Miranda, Álvaro José Rodrigues, Sebastião Scremin, Francisco Manoel Rodrigues, João Soares da Cruz.
1916 – 1919:
Prefeito: Coronel João Soares da Cruz.

Cel. Sebastião Gomes de Faria

1920 – 1923:
Prefeito: Coronel Sebastião Gomes de Faria.
Vereadores: Antônio Lisboa de Miranda, João Soares da Cruz.
1924 – 1927: Prefeito: Dr. Agrícola da Fonseca (interventor).
1933 – 1934: Prefeito: Antônio Lisboa de Miranda (interino).

Antônio Lisboa de Miranda
Acervo Familiar: Rusibel Stacheski

*******

18/12/1935 - em diante:
Prefeito: Generoso Nacimento.
Vereadores: João Izidoro Gomes de Assumpção Jr., Angelo Sindouro Gomes, Fausto Luis do Nacimento, Germano Santos de Miranda, Celso Roberto Xavier, Antônio Pinheiro Jr.

*******

        O Presidente Getúlio Vargas outorgou a Constituição do Estado Novo - em 10 de novembro de 1937, onde foram dissolvidos a Câmara dos Deputados, o Senado Federal, a Assembléia Legislativa dos Estados e as Câmaras Municipais. Para os municípios foram nomeados Interventores[1].  
        Pelo decreto-lei estadual n.º 7573, de 20 de outubro de 1938, que fixa a divisão territorial do Estado (vigorou de 01 de janeiro de 1939 a 31 de dezembro de 1943), o município que arrecadasse valor inferior a 50:000$000 seria extinto; Foi o caso de Guaraqueçaba, que em 1937 arrecadou 28:136$000, sendo então seu território (Distrito de Guaraqueçaba e Ararapira) anexado ao município de Paranaguá no ano de 1939.

        Após a deposição de Getúlio Vargas, o governo foi entregue nas mãos do Supremo Tribunal Federal, realizando uma eleição, onde venceu o General Eurico Gaspar Dutra, reunindo o Senado e a Câmara dos Deputados. Em 1945, foi reinstalado a Justiça Eleitoral no Brasil e em 18 de setembro de 1946, foi promulgada a Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, caminhando o país para a redemocratização, reabrindo a Câmara e a Prefeitura, com eleições diretas já em 1947.

        Guaraqueçaba recupera sua autonomia pela Lei Estadual[2] Nº 02 de 10 de outubro de 1947, sendo administrada já em 31 de outubro desse mesmo ano. 

Prefeito de 1947 – 1951: Celso Roberto Xavier[3] (P.S.D, 255 votos).
       Outro candidato: Domingos Nascimento Sobrinho (U.D.N, 187 votos).

Prefeito Celso Roberto Xavier
acervo: Sérgio Xavier

Vereadores: Olívares Pinto do Nascimento (PTB, 61 votos), João Ferreira Sobrinho (PSD, 18 votos), Manoel Dário do Nacimento (PSD, 14), Otílio Gomes de Carvalho (PSD, 34), Antônio Martins Fagundes (PSD, 50), Angelo Sinodouro Gomes (UDN, 24), Eleotério Pereira Lopes (PTB, 21), Dídimo Miranda Simões (PSD, 60) e Octacílio Correa (PTB, 33 votos).

        Na Ata de posse ainda assinaram Celmiro Costa e Jovino Barbosa (nomes que não constam na listagem do T.R.E, talves tenham sido os suplentes).
*******


[1] Em Paranaguá foram Interventores: 1930 – Agostinho Pereira Alves, Cristóvão Vieira da Costa. 1931 – João Henrique Costard. 1932 – Dr. Odilon Mader, Carlos Ernesto Schultz, Francisco Tovar. 1934 – José Schleder, Claudionor Pereira do Nascimento. 1935 – Roger Maravalhas. 1937 – Agostinho Pereira Alves. 1938 – Paulo Cunha Franco. 1945 – Vicente Nascimento Júnior. 1946 – Paulo Cunha Franco, Acrísio Guimarães. 1947 – Roque Vernalha.
[2]Era o Projeto de Lei número 3/47 publicado no Diário Oficial número 205 de 01/11/1947, quando 21 municípios foram emancipados, entre eles, Guaraqueçaba, Guaratuba, Arapongas, Ibiporã e outros. A Lei Nº 2 de 1947 oferecia auxílio por parte do Governo Estadual de CR$ 100.000,00 para os novos municípios emancipados, ainda que a mesma Constituição Estadual de 1947 e as leis Nº 64 de 21 de fevereiro de 1948 (Lei Orgânica do Município) e a Nº 666 de 11 de julho de 1951 cria novos critérios para a emancipação de municípios, que em 1937 precisava ter no mínimo 10 mil habitantes, 50 contos de réis de renda mínima anual e pela Lei 64/68 extinguia aquele município que possuísse menos de 4 mil habitantes.
[3] Celso Roberto Xavier é natural de Araçaúba (próximo a Ariri) em São Paulo.

Prefeito de 1951 – 1954: Ivo Santos (UDN, 198 votos).
        Eleitorado: 815, dos quais compareceram 596. Outros candidatos: Dirceu Bastos Zanardine (PR, 191 votos) e Artur Erzinzer (PSD/PTB 152 votos).

Vereadores: Celso Roberto Xavier (PSD/PTB, 44 votos), Oliveiro Coelho Xavier (PSD/PTB, 39), Décio José Maria (PSD/PTB, 24), Jovino Barbosa (UDN, 30), Adolfo Gustavo Leichsring (UDN, 18), Otacílio Correa (PR, 18), Manoel Gomes da Costa (UDN, 26), Antônio Camilo do Nacimento Jr (PR, 47), Augusto Rodrígues (PR, 47).

        Ivo Santos fica no cargo de 1950 à 1953, quando é cassado. Celso Roberto Xavier (sua vaga na Câmara é ocupada por Fábio Pimenta de Pádua) assume o cargo de Prefeito, parece que interinamente, pois se registra então como Prefeito o candidato derrotado Dirceu Bastos Zanardine.

Prefeito Dirceu Bastos Zanardine em 24/02/1954.
ACERVO: Centro de Visitantes - IBAMA.

*******

Prefeito de 1955 – 1958: Celso Roberto Xavier (PSD, 374 votos).

        Eleitorado: 861 votantes, dos quais quais 849 foram válidos. Outros candidatos: Antônio Camilo do Nascimento Jr (PTB/PR, 285 votos) e Ivo Santos (UDN, 171).

Vereadores: Jorge Y(Z)amaniski (PSD, 80 votos), Salvador Inácio de Lara (PSD, 35), Eleotério Pereira Lopes (PSD, 33), Salim do Carmo (PSD, 31), Celmiro Costa (PSD, 30), Octacílio Correa (PR, 49), Augusto Rodrígues (PR, 39), Olívares Pinto do Nacimento (PTB, 36), Celmiro Miranda (UDN, 23).

        Na Ata de posse aparecem nomes dos suplentes Davi Gaspar Lopes (PSD com 16 votos), Décio José Maria (PSD, 03), João Cunha de Oliveira (PTBG, 04), Antônio Camilo do Nascimento Jr (candidato a prefeito), além de Fábio Pimenta de Pádua e Adolfo Leichsring (possíveis candidatos a vice?). 

*******

Prefeito de 1959 – 1962: Mário Ferreira Lopes[1] (PSD, 379 votos).
        Eleitorado: 833 votantes, dos quais compareceram 798; Outros candidatos: Nelson Cardoso da Silva (PTN, 123) e Luiz Antônio de Pádua (PTB, 296).

Vereadores: Adolfo Rosevicz (PSD, 118 votos), Antônio Barbosa Sobrinho (PSD, 59), Celso Roberto Xavier (PSD, 62), Salim do Carmo (PSD, 49), Laurentino Lopes Simão (PSD, 37), Albertino Barbosa (PTB, 52), Ozório Pereira da Costa (PTB, 41), Calil Abalém Antônio (PTB, 38), Olívares Pinto do Nascimento (PTB, 35).

        Assinam também a Ata de posse os seguintes suplentes: Manoel Alves Fernandes (Segundo suplente do PTB, 24 votos), Celmiro Costa (PSD, 23) e Germano Rederd (PSD, 35).

Mário F. Lopes

*******


[1] Nascido em 11 de julho de 1912, casou-se com Arlinda Batista Lopes. Faleceu em Paranaguá no dia 15 de novembro de 1974.

Prefeito de 1963 – 1967: Laertes Weisheimer e Vice: Gabriel Ramos da Silva (PDC/UDN, 459 votos).
        Eleitorado: 1083, dos quais compareceram 1061. Outros candidatos: Celso Roberto Xavier (PSD, 311) e Luiz Antônio de Pádua (PTB, 291).
Vereadores: Gabriel Ramos da Silva (PDC, 97 votos), Frederico Rederd (PDC, 46), Tiago Veríssimo (PDC, 52), Izidoro Batista Cunha (PSD, 46), Mário Ferreira Lopes (PDC, 36), Kanzi Mori (PTB, 31), Salim do Carmo (PSD, 65), Celso Luck (UDN, 48), Germano Rederd (UDN, 43).

        Assinaram a Ata de posse os suplentes: Ênio Gouvea (Ênio Collini Gonçalves (PDC, 34 votos) e José dos Santos Ribeiro (UDN, 40)).
*******
Prefeito de 1969 – 1972: Gabriel Ramos da Silva e Vice: João Amadeu Alves (ARENA 02, 716 votos).
        Votantes: 1.398 votantes. Outro candidato Enio Collini Gonçalves e vice Haroldo Barcelos (ARENA 01, 645 votos).
Vereadores: Jeremias Correa (ARENA, 83 votos), Salim do Carmo (ARENA, 71), Ivo Miranda de Carvalho (ARENA, 56), Ênio José Maria (ARENA, 57), José Vidal (MDB, 43), Belmiro Michaud Pereira (MDB, 46), Manoel Moura (Manoel Florentino Moreira) (MDB, 52), Antônio Barbosa Sobrinho (ARENA, 69), Frederico Reded (MDB, 76).

        Assina também a Ata de posse o suplente Nelson Pires (MDB, 40 votos).

*******
Prefeito Salim do Carmo

Prefeito de 1973 – 1976: Salim do Carmo e Vice: Ênio José Maria (ARENA I, 394 votos).

        Eleitorado que compareceu: 1647 votantes. Outros candidatos: Dirceu Bastos Zanardine e vice Antônio Barbosa Sobrinho (ARENA II, 312), Jeremias Correa e vice João Francisco Sobrinho (ARENA III, 204), Laerte Weisheimer e vice José Vidal (MDB I, 397), Frederico Rederd e vice Tsutomu Takahashi (MDB II, 289).
Vereadores: Luís Fernando Krueger (ARENA, 137 votos), Celso Roberto Xavier (ARENA, 73), Ivo Miranda (ARENA, 81), Arsênio Miranda (ARENA, 104), Heitor Machado Ritta 9MDB, 72), Calil Abalém Antônio (ARENA, 96), Nicolau Ambrózio (MDB, 56), João Amadeu Alves (ARENA, 91), Saliba de Freitas (MDB, 51).

        Assinaram a Ata de posse os suplentes: Arlindo Florentino (ARENA, 67 votos), Celmiro Costa (ARENA, 36 votos (quinto suplente)), João Ozail (ARENA, 32); Ainda consta assinatura de Antônio Ramos dos Santos, João Higino, Edelmiro Nunes e Ivo Miranda (ambos sem estar na listagem oficial de candidatos).

        O prefeito Salim do Carmo foi cassado e afastado do cargo em 1973 (depois reconduzido a terminando seu mandato), quando o seu Vice assumiu temporariamente, por 15 dias, o executivo municipal.
        No legislativo, Arlindo Florentino (ARENA, 67 votos) assume o cargo de vereador (já que havia ficado como suplente), mas devido a consecutivas faltas perde sua vaga para Eraldo Manoel do Nascimento (ARENA, 49). Saliba Freitas perde seu mandato para Adauto Costa (MDB, 50).

Algumas novas informações foram acrescidas em 24.04.2017

Mandato de 06 anos

Prefeito de 1977 – 1982: Thomé Gabriel Sobrinho[1] e Vice: Jeremias Corrêa (ARENA I, 1129 votos).
        1899 votantes. Outro candidato: Antônio Barbosa Sobrinho e vice Jovino Barbosa (ARENA II, 720 votos).
Thomé G. Sobrinho

Vereadores: Cleantes Coelho Xavier (ARENA, 160 votos), Jorge Abalém (MDB, 73), José Vidal (MDB, 77), Igídio (Ezídio) Cláudio Lopes (MDB, 67), Arsênio Miranda (ARENA, 92), Ivo Miranda de Carvalho (ARENA, 90), Aluízio de Pádua (ARENA, 59), Calil Abalém Antônio (ARENA, 56), João Amadeu Alves (ARENA, 97).

        Assinaram a Ata de posse: Nicolau Ambrózio (quarto suplente MDB, 49 votos), Adauto Mendes (décimo segundo suplente MDB, 13), Eraldo Nacimento (ARENA, 56 votos), Celmiro Costa (nono suplente ARENA, 33); Antônio Felício Ramos e Ênio Maria (não constam estes nomes na listagem oficial dos candidatos).

        João Amadeu Alves assume Secretaria Municipal e entrega seu mandato para Eraldo Manoel do Nascimento.


[1] Aristo Silva (78 anos), nascido em 09 de setembro de 1925, era filho de Gabriel Tomé da Silva e Maria Mendes da Silva. Residiram em Guaraqueçaba, onde montaram um armazém de secos e molhados. Depois em Antonina e Curitiba, onde montaram uma peixaria que era abastecida com peixes vindo do porto de Paranaguá. Em 1951 Aristo e seu irmão Lauro (que entre 1993 a 1996 foi vice-prefeito de Governador Celso Ramos) decidiram montar uma fábrica de conservas de sardinha e camarão congelado na localidade da Fazenda da Armação, no interior de Governador Celso Ramos. A empresa chegou a possuir 14 embarcações próprias de pesca. Foi a principal geradora de empregos na região. A fábrica acabou sendo desativada em 1978, quando se dedicou exclusivamente à política, sendo filiado à União Democrática Nacional (UDN), elegeu-se prefeito de Governador Celso Ramos/SC (1977 a 1982). Aristo era casado com Marlene Maria de Jesus Silva, teve 10 filhos. Faleceu em 30 de julho de 2004. In: http://www.bigua.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=1434 (acesso em 29 de janeiro de 2011).

Mandato de 06 anos

Nesse mandato a Câmara Municipal, desmembrada da Prefeitura, onde ocupava uma sala, passa a possuir sede própria, onde hoje se encontra.

Prefeito de 1983 – 1988: Cleantes Coelho Xavier[1] e Vice: Arsênio Miranda (PDS I, 1058 votos).

        Eleitorado: 2725, dos quais 2.176 compareceram. Outros Candidatos: Aluízio de Pádua e vice Laerte Weisheimer (PDS II, 272 votos), Aurélio Duarte Gasparini e vice Guilherme Rederd (PTB, 79), Ernesto Oliveira e vice Adauto Costa (PMDB, 416).


[1] Cleantes Coelho Xavier é natural de Ariri, estado de São Paulo, porém residia em Ararapira (15/11/1926), onde possuía comércio, tendo ai nascido em 15 de novembro de 1926.
Prefeito Cleantes Coelho Xavier

Vereadores: Maria Grácia Yancóski (PDS, 155 votos), Eraldo Manoel do Nascimento (PDS, 103), Antônio Felício Ramos Filho (PDS, 101), Frederico Rederd (PDS, 89), Calil Abalém Antônio (PDS, 83), Ivo Miranda de Carvalho (PDS, 71), Antônio Ramos dos Santos (PDS, 61), Jamil Pires Ferreira (PMDB, 99), Edelmiro Nunes (PMDB, 94).
        Suplentes: PDS: João Ozail Barbosa (61 votos), Sadi Ferreira de Miranda (61), Jorge Abalém (57), Eluir José Dias (56), Josia França (56), José Vidal (51), Natanael Ferreira (50). PMDB: Jamil Farias Zacarias (84) e João Higino da Rosa (82).
*******
Prefeito de 1989 – 1992: Luís Chemim[1] e Vice: Antônio Felício Ramos Filho (PMDB, 1.350 votos).
        3.251 votantes. Outros candidatos: Thomé Gabriel Sobrinho e vice João Amadeu Alves (PFL, 1.119 votos), José do Rocio Pinheiro e vice Nilce de Carvalho (PDT, 118), Aurélio Gasparini e vice Guilherme Redede (PTB, 41).



[1] Nascido na cidade de Palmeira PR em 08 de setembro de 1937.

Prefeito Luis Chemim
fonte: Direitos Reservados/autoria desconhecida

Vereadores: Sadi Ferreira de Miranda (PMDB, 112 votos), Abelardo Sarubbi (PMDB, 99), José Vidal (PMDB, 96), Luís Norimassa Yuassa (PMDB, 94), Antônio Dimas Costa (PMDB, 93), Pandiá de Pádua (PFL, 94), Josias França (PFL, 82), Carlito Luís Antônio (PFL, 74), José Maria Filho (PFL, 74).

        Suplentes: PMDB (Eraldo Manoel do Nascimento (76 votos), Mario Batista Rosa (73), Aníbal Nunes Guimarães (69), Gerce Cunha (62), Maria Terezinha Gracia Yancóski (59)). PFL (José Antônio Bento (68 votos), José Salum (61), João Batista Francisco (54), José Felipe da Silva Neto (43)).

        Pandiá de Pádua, após cassado, entrega o mandato para José Antônio Bento (PFL, 68 votos). Luis Yuassa vai residir no Japão e assume seu cargo Eraldo Manoel do Nascimento PMDB, 76).

*******

Prefeito de 1993 – 1996: Antônio Felício Ramos Filho e Vice: Abelardo Sarubbi (PMDB, 1368 votos).
        Outros candidatos: Noliyuki Ademar Miranda Usui e vice Eraldo Manoel do Nascimento (PTB, 1157 votos), Cleantes Coelho Xavier e Isaac ??? (PDC, 581), Dionir Carlos Lopes e vice José Hipólito Muniz (PFL, 248), Silvio Cezar Nascimento Alionço e vice ??? (PSC, 238), Donizete Mazzeo e vice Vlademir de Oliveira (PT, 67).

Vereadores: Eraldo Manoel do Nascimento (PMDB, 115 votos), João Batista Francisco - João Catarina (PST, 110), Anício do Carmo (PDC, 80), José Maria Filho – Zé Maria (PMDB, 129), Ernesto Oliveira Lara (PMDB, 108), Josias França (PMDB, 105), Sadi Ferreira Miranda (PMDB, 126), Frederico Rederd (PMDB, 100), Samuel do Carmo (PDC, 88).

        Suplentes: João Amadeu Alves (PFL, 100), Carlito Luís Antônio (PMDB, 98), José Antônio Bento (PST, 93), Osório Alves Barros (PST, 86), Edgar Mandira de Morais (PDC, 78), Nilton Marchiori Calado (PTB, 75), Antônio Dimas Costa (PMDB, 70), Nadir Mendes de Souza (PDC, 68), João Ozail Barbosa (PST, 64).

Prefeito Antônio Felício Ramos Filho (Antônio Pirambeira)
fonte: Jornal Gazeta de Guaraqueçaba - ano 2. edição 14. dezembro de 2001

*******

Prefeito de 1997 – 2000: Noliyuki Ademar Miranda Ussui e Vice: Eraldo Manoel do Nascimento – (PTB, 2.649 votos).
        Outros candidatos: Silvio César do Nascimento Alionço e vice ??? (PSC, 1.409), Edison Lara e vice Profº. Evandro (PSDB, 80).
Prefeito Ademar Usui

Vereadores: Samuel do Carmo (PDT, 197 votos), Anício do Carmo (PTB, 153 votos), Carlito Luis Antônio (PMDB, 117), João Batista Francisco - João Catarina (PPB, 167), João Ozail Barbosa - Totico (PFL, 159), Josias França (PTB, 146), Osvaldo Silvano (PPB, 135), Abelardo Sarubbi (PFL, 133), Laurival Emílio Silva – Garotinho (PDT, 124). 

        Suplentes: Nilton Marchiori Calado (PDT, 123 votos), Edgar Mandira de Morais (PPB, 115), Valdir André Vidal Barbosa (PFL, 114), José Maria Filho (PTB, 113), José Antônio Bento (PMDB, 108), Nair Siqueira (PDT, 107), Luis Carlos Américo (PPB, 105), Sadi Ferreira Miranda (PPB, 101), Antônio Soares Dias (PFL, 96).

        Laurival Emílio Silva entrega seu mandato para Nilton Marchiori Calado.

*******

Prefeito de 2001 – 2004: Antônio Felício Ramos Filho e Vice: Ivorí José Dias – (PMDB, 1.409 votos).
        Eleitorado: 5918, dos quais compareceram 4.959 votantes. Outros candidatos: Luis Chemin e vice ??? (PST, 1.241votos), Noliyuki Ademar Miranda Ussui e vice Eraldo Manoel do Nascimento (PTB, 1.093), Dr. Sinderley Dener Destro e vice ??? (PRP, 686), Silvio César do Nascimento Alionzo e vice ??? (PT, 152), Silvino Lopes de Oliveira e vice ??? (PPS, 48).

Vereadores: Joceni Roecker – Polaco (PTB, 198 votos), Abelardo Sarubbi (PTB, 158), Edilson José Voinaroski (PMDB, 131), João Batista Francisco - João Catarina (PTB, 154), Samuel do Carmo (PSB, 131), Zemir Gomes Pereira (PSB, 151), Ozéias Reded (PSDB, 178), Nair Siqueira (PST, 162), Osvaldo Silvano (PMDB, 131).
*******

Prefeito de 2005 – 2008: Riad Said Zahoui e Vice: Gercê Cunha (PSB, 2.279 votos). 

        Outros candidatos: Luis Chemim e vice ??? (PFL, 1.935 votos), Dr. Sinderley Dener Destro e vice ??? (PSL, 841 votos).
Vereadores: Edgar Mandira de Morais (PPS, 251 votos), João Batista Francisco - João Catarina (PDT, 223), Laurival Emílio da Silva “Garotinho” (PMDB, 206), José Felipe da Silva Neto “Zé Neto” (PSB, 205), Abelardo Sarubbi (PFL, 198), Haroldo Salustiano Arruda “Barriga” (PFL, 183), Ailton Neves (PPS, 178), Mauro de Freitas Rosa (PSB, 172), Nair de Siqueira (PMDB, 144). 
        Edgar Morais perde o mandato e assume Vera Lúcia Krueger Cordeiro (PPS, 25 votos).
Prefeito Riad Said Zahoui (nascido em 2/11/1954)

*******

Prefeito de 2009 – 2012[1]: Riad Said Zahoui e Vice: Laurival Emílio da Silva “Garotinho” (2.349 votos).
        Eleitorado presente: 5492. Outros candidatos: Lilian Ramos Narloch e vice Eraldo Manoel do Nascimento (2.156 votos), Luis Chemim e vice Dr. Sinderley Denner Destro (758), Cleantes Coelho Xavier e vice Alceu da Cruz “Peri” (28).
Vereadores: Oromar Rodrigues da Silva (332 votos), Paulo Afonso Teodoro Dias (248), Haroldo Salustiano Arruda “Barriga” (245), Joel Luis do Nascimento “Joel do Tromomô” (224), Ailton Neves (223), Abelardo Sarubbi (188), Mauro Rosa (187), Lino Ferreira (179), Benedito Siben Schultz “Benedito do Batuva” (146).
        O prefeito Riad e seu vice Laurival, respondendo ao processo de impugnação de mandato, teve a cassação no dia 10 de outubro de 2011 e interinamente pelo prazo de 30 dias, foi repassado o cargo de Prefeito ao Presidente da Câmara de Vereadores Haroldo Arruda, o mesmo que no dia 04 de novembro, em chapa única tendo como vice Ailton Neves, em votação indireta, é eleito pela Câmara de Vereadores como Prefeito de Guaraqueçaba.
        Com a saída dos cargos de vereadores, os substituiram os suplentes: José Jacob Vidal “Zézinho” (139 votos) e Juarez Luis dos Santos (170).

*******
Prefeito de 2011 - 2012: Haroldo Salustiano Arruda e vice Ailton Neves


[1] A Juíza Eleitoral Danielle Busato Sachet cassou no dia 12 de janeiro o mandato do prefeito por suspeita de compra de votos e abuso do poder político. No dia 16, com uma liminar do juiz Munir Abagge, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), reconduziu o prefeito ao cargo.

Prefeito Aroldo Salustiano Arruda e Vice Ailton Neves

*******

Prefeito de 2013 – 2016: Lilian Costa Ramos e Vice: Joel Luiz do Nascimento ―Joel do Tromomô‖ (PSDB) com 3.469 votos.

Eleitorado: 6.959 com o comparecimento de 6.028 votantes e 5.839 votos válidos.
Outro candidato: Haroldo Salustiano Arruda ―Barriga‖ (DEM) com 2.370 votos.

foto: Divulgação

Vereadores: Oromar Rodrigues da Silva (PTB) com 259 votos, Gracindo do Carmo Pontes ―Nico do Rio Verde‖ (PSC) com 252 votos, Edgard Mandira de Moraes (PSC) com 247 votos, Oséias Inácio ―Oséias do Itaqui‖ (PSDB) com 247 votos, Paulo Afonso Teodoro Dias (PDT) com 240 votos, Abelardo Sarubbi (DEM) com 236 votos, Mário Augusto Pereira Delfes ―Dr. Mário‖ (PMDB) com 235 votos, Gilmar Antônio Rodrigues Francisco ―Gico‖ (PP) com 206 votos, Nair Siqueira (PMDB) com 194 votos.

*******

PREFEITO de 2017 - 2020: Riad Said Zahoui e Vice José Teófilo Vidal Lopes "Zito" (PMDB) - (3.280 votos).

Comparecimento: Dos 7.539 eleitores, compareceram 6.439.
Outros Candidatos: Lilian Ramos Narloch e vice Joel Luis do Nascimento (PSDB) - (2.712 votos) e Dr. Marco Antônio de Souza e Vice Odamir Luiz do Nascimento (PP) - (220 votos).


Vereadores: Alcendino Ferreira Barbosa “Thuca da saúde” (515 votos), Jullhardy Costa de Arruda “filho do Barriga” (PSDB) (340 votos), Oséias Inácio “Oséias do Itaqui” (PSDB) (292 votos) - reeleição, Ivan França (PSC) (284 votos), Renato Reded Dias (PSD) (224 votos), Abelardo Sarubbi (PTB) (191) - reeleição, Paulo Afonso (PDT) (208) - reeleição, Gustavo de Oliveira Xavier (PMDB) (192 votos) e Célio Amálio (PRTB) (188 votos).


Suplente que assumiu interinamente enquanto Abelardo Sarubbi ocupou a função de Prefeito Interino: Miguel Abalém (PSD).

A CHAPA VENCEDORA NO PLEITO ELEITORAL DE 2016 FICOU IMPEDIDA DE ASSUMIR O EXECUTIVO MUNICIPAL, DEVIDO A PROCESSOS DECORRENTES DO MANDATO ANTERIOR, ANO DE 2011, NO QUAL O CANDIDATO A PREFEITO EXERCIA FUNÇÃO EXECUTIVA NO MUNICÍPIO.
HOUVE ELEIÇÃO INDIRETA, EM 1º DE JANEIRO DE 2017, NA CÂMARA MUNICIPAL AFIM DE SUPRIR O CARGO EXECUTIVO PROVISÓRIAMENTE, AO QUAL POR UNÂNIMIDADE FORA ELEITO O VEREADOR ABELARDO SARUBBI.

Prefeito Interino: Abelardo Sarubbi (PTB)

MESMO COM AS CONTAS DO ANO DE 2011, QUANDO OCUPAVA O EXECUTIVO, APROVADAS PELO TCE, A CHAPA VENCEDORA TEVE IMPEDIMENTO PARA ASSUMIR A GESTÃO 2017-2020, AGUARDANDO JULGAMENTO PELO TSE E, EM ABRIL DE 2017 A CORTE DO TRE-PR FIXOU PARA 4 DE JUNHO NOVAS ELEIÇÕES EM GUARAQUEÇABA, AO QUAL REGISTRARAM CANDIDATURA: LILIAN RAMOS NARLOCH E VICE ANDERSON PADOVANI, ALÉM DE HAISSAN COLOMBES ZAHOUI "JUNINHO" E VICE JOSÉ TEÓFILO LOPES "ZITO".

ELEIÇÕES SUPLEMENTARES
        Em 04 de junho aconteceram as eleições suplementares em Guaraqueçaba. Segue o resultado:

Eleitorado: 7.514 eleitores
Comparecimento: 5.832 eleitores.
Abstenção: 1.682 eleitores.
Votos válidos: 5.684 votos.
Votos brancos: 55 votos.
Votos nulos: 93 votos.

Prefeito: Hayssan Colombes Zahoui "Ariad Júnior" (PMDB - PMDB - PSD - PTB - PRTB - PROS) e Vice: José Teófilo Vidal Lopes "Zito" = 3.207 votos (56,42%).

outro candidato: Lilian Ramos Narloch e Vice: Anderson Padovani (PSDB - PSDB - PDT - PSL - PSC - PP - SD) = 2.477 votos (43,58%).
*******
Para ver o resultado de todas as eleições municipais de Guaraqueçaba desde 1947 ver na Biblioteca Eugeniano Ferreira

9 comentários:

  1. Hoje em serviço de rotina como averiguar as laterais do nosso rio para verificar se a algum vazamento de esgoto sentei e parei para recordar o meu passado. Quando eu era adolescente passando para maioridade eu trabalhava em uma fabrica de palmito em minha cidade, pra nós podermos trabalhar a gente tinha que enfrentar a justiça debatendo às vezes de frente com alguns policiais, certo que eles faziam à parte deles mais eu precisava trabalhar tinha pai e mãe e eu tinha que ajudar no sustento dos irmãos, sendo assim tinha que buscar o palmito onde ele estivesse até escondido em laterais de rios, beira de mangue e embaixo de galhadas, mas como citei acima voltei a relembrar porque em trabalho de rotina nós hoje munícipes de Guaraqueçaba temos que roubar AREIA de dentro de um rio, para não sermos roubados dos nossos comerciantes que cobram 150, reais por metro, e nossos rios estão cada vês mais secos quase não tem lugar pra água passar, e ai vou culpar quem? Desculpem-me os políticos mas nenhuma firma vira pra Guaraqueçaba pra tirar AREIA OU BARRO, para vender pra nós munícipes, ah o porque, em uma semana eles supririam toda a demanda da cidade e depois quem iria pagar as documentação mensal (INSS, contador , e mais diversos outros ) então somente o município pode nos ajudar e eu conto com vocês.

    ResponderExcluir
  2. SOU GUARAQUEÇABANO DE NASCIMENTO E DE CORAÇÃO. FIQUEI FELIZ EM LER ESTA RETROSPECTIVA POLÍTICA DE MINHA CIDADE E VER O NOME DE MEU BISAVÔ MANOEL LEANDRO DA COSTA E DE MEU PAI OTILIO GOMES DE CARVALHO. TEMPOS ATRAS, VERIFICANDO A PARTE CULTURAL DE MINHA FAMILIA, DESCOBRI QUE A PRIMEIRA BANDA DE MUSICA FORMADA EM GUARAQUEÇABA, TINHA MEUS AVÔS E TIOS-AVÔS INTEGRANTES DA MESMA, E QUE ELA ERA CONHECIDA COMO MÃE DO MATO, POIS VENCEU O PRIMEIRO CAMPEONATO DE BANDAS EM CURITIBA. HOJE SOU MAESTRO DA BANDA MUNICIPAL DE CAPANEMA ( ORKUT-BANDA MUNICIPAL DE CAPANEMA) E DA BANDA MUNICIPAL DE SANTO ANTONIO DO SUDOESTE, NA FRONTEIRA DA ARGENTINA, MAS AMO A MINHA TERRA NATAL E UMA VEZ POR ANO VISITO PARA MATAR A SAUDADE.PARABENS POR DIVULGAR A NOSSA TERRA AMADA.

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de sabercomo está o processo que inclui vereadorese o saudoso prefeito Antonio felicio romos (pirambeira) de guaraqueçaba, entre os vereadores estão Samuel e Anício do Carmo, GRATO JAIRO, OBS PROC.DO ANO DE 2003

    ResponderExcluir
  4. GOSTARIA DE SABER QUEM É A QUINTA PESSOA DA FOTO ACIMAJÁ QUE SEU NOME NÃO É MENCIONADO?????.....

    ResponderExcluir
  5. A quinta pessoa, na verdade é a que está ao centro, o Governador do Paraná Ney Braga, que recebeu a comitiva de vereadores e prefeito de Guaraqueçaba.

    ResponderExcluir
  6. EU JOAO ORIVALDO PIRES (NIVALDO) TRABALHEI AI EM GUARAQUEÇABA NO BLOKRET FABRIQUEI O BLOKRET ,FIZ O CALÇAMENTO NA RUA DO ZÉ NETO NO CERQUINHO, FIZ NO HOSPITAL,CONSTRUI O BLOKRET FIZ A PAVIMENTAÇÃO,O MURO DE PALITO, NÃO DEIXANDO NADA A DESEJAR SERVIÇO PERFEITO. ADOREI MORAR EM GUARAQUEÇABA PRA MIM AI É O VERDADEIRO PARAISO SE DEUS QUISER AINDA VOU MORAR AI.VOU SENTIR E DAR ALEGRIA PRA TODOS AI

    ResponderExcluir
  7. Querido Zé Muniz, primeiramente parabéns por esse belo trabalho q tens executado, é merecedor de aplausos. Gostaria de fazer uma correção... meu pai Salim do Carmo foi prefeito até 1977, qndo lançou Antônio Barbosa Sobrinho. A cessação, foi temporária, não sei precisar qntos dias ou meses, mas ele foi reconduzido ao cargo e permaneceu até o fim.Tu colocaste o mandato de 6 anos para Thome Gabriel (77-82) o q dá 5 anos. Segundo o que me consta ele esteve à frente do executivo por de 78-82. Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Olá... Certamente deves ter razão... acerca do tempo de mandato fiz com base em depoimento oral, como registrei, acrescido de dificultoso embasamento teórico, o que, certamente, apresenta algumas falhas, mas o mandato do Prefeito Thomé G. Sobrinho foi de 06 anos, segundo me consta...as correções são constantes. Agradeço as colocações e convido-o a postar, quando interesse tiver, acerca da biografia de seu pai. Agradecido

    ResponderExcluir

POR FAVOR, ANTES DE COMENTAR LEIA ABAIXO A LÓGICA SIMPLES PARA COMENTÁRIOS... Obrigado por nos visitar, ler, comentar e divulgar - seu novo desafio é se propor a postar - entre em contato...